• Twitter
  • Facebook
  • Flickr
  • Youtube
  • Flicker

Defensoria

07/05/2019

EDEPAR promove capacitação de Defensores Públicos com atuação criminal

Na grade do curso foi tratado dos sistemas processuais penais da América Latina, com enfoque na adoção, por praticamente todos os países, de procedimentos e práticas judiciais de viés adversarial. Foi exposto, ao longo dos quatro dias de curso, o panorama da prática processual penal dos países latino americanos, incluindo a situação brasileira. Apresentou-se também as experiências dos órgãos atuantes no processo penal (acusação, defesa e juiz) nos procedimentos orais adotados nos países vizinhos ao Brasil, cotejando com os problemas locais de implantação de um sistema processual adversarial de persecução penal.

Os defensores públicos participantes deste curso, conjuntamente àqueles que já participaram da edição anterior do curso em 2018, irão, em parceira com a Edepar, promover atividades de disseminação e de estudos a todos os membros da Defensoria Pública relacionadas a temática exposta, especificamente sobre o papel da Defensoria Pública na questão da implementação de um sistema acusatório penal. Segundo a Diretora da EDEPAR, Flávia Palazzi, "a participação de Defensores Públicos no programa possibilita o aperfeiçoamento funcional e científico na temática, incutindo um novo olhar e uma nova forma de pensar o processo penal, o que guarda absoluta afinidade com a visão institucional da Defensoria Pública, além da garantir a importante representatividade da instituição no cenário de discussão de reforma processual penal no Brasil".

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.