• Twitter
  • Facebook
  • Flickr
  • Youtube

Defensoria

04/12/2018

Defensoria de Guarapuava promove projeto “Saúde e Direitos das Encarceradas”

Na quinta-feira (30), a assistente social da Defensoria Pública de Guarapuava, Adriele Inacio, acompanhada da professora dra. Maria Lucia Raimondo, do curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), e das estagiárias Gabriele Santos, Marcieli Borba e Ellen Cristina; estiveram na 14º SDP de Guarapuava com objetivo de realizar atividade com as mulheres encarceradas do local sobre Saúde e Direitos.

O projeto aconteceu no período vespertino e contou com orientação sobre saúde da mulher, a fim de despertar os cuidado com o corpo em relação à sexualidade, autoestima e autoconhecimento. Além disso, as internas receberam informações sobre o trabalho da Defensoria Pública de Guarapuava.

No município de Guarapuava, o número de encarceradas está entre 35 a 40 mulheres, provisórias e sentenciadas, já que não há na região uma penitenciária feminina. O local também apresenta superlotação e condições precárias de atendimento à necessidade feminina.

Por isso, a necessidade da atuação para a busca dos cuidados da saúde da mulheres mesmo nestas condições, afirma a assistente social Adriele Inacio, no sentido da prevenção de doença “autoexame, prevenção de doenças sexualmentge transmissíveis são possíveis mesmo no cárcere, bem como conhecer seus direitos nesta situação”. Assim, as conversas constantes realizadas pela Defensoria Pública de Guarapuava, através do Centro de Atendimento Multidisciplinar, com as presas tem contribuído para diminuição da superlotação e melhoramento de suas condições.

Para ler o projeto na íntegra, clique aqui.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.