• Twitter
  • Facebook
  • Flickr
  • Feed RSS

Defensoria

09/05/2018

DPPR e ADEPAR apresentam o 1º Prêmio Arnaldo Cruz de Jornalismo

Nesta quarta-feira (09), a Defensoria Pública, em conjunto com a Associação dos Defensores Públicos do Estado do Paraná (ADEPAR), apresentou o 1º Prêmio Arnaldo Cruz de Jornalismo. O prêmio tem como objetivo divulgar os trabalhos e iniciativas da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPPR), reconhecendo o importante trabalho dos jornalistas. O prêmio também busca desenvolver a atuação social na construção e ampliação do processo de defesa dos direitos da população mais necessitada do Paraná.

O prêmio possui quatro categorias, incluindo matérias para rádio, televisão, portal de notícias e impresso (jornal e revista). Poderão participar jornalistas e/ou radialistas com registro trabalhista, sendo que, em trabalhos coletivos, pelo menos um dos autores deve ter. Os valores da premiação variam de R$ 1,000,00 a R$ 2,500,00. Os estudantes universitários também poderão concorrer, com troféu e menção honrosa. Não é permitida a participação de jornalistas vinculados a entidades associativas ligadas a defensores públicos e de administrações de Defensorias Públicas.

Para o defensor público-geral Eduardo Abraão, o prêmio é de fundamental importância para a Defensoria. “A premiação proporciona uma aproximação da instituição com a imprensa do Paraná, estimulando os profissionais da área de comunicação a pautarem a Defensoria, desenvolvendo matérias produtivas em prol da instituição”. O defensor afirmou também a importância da ADEPAR, que foi imprescindível para a realização do prêmio.

A presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Paraná (ADEPAR), Lívia Brodbeck, afirma que a premiação irá permitir que a população tenha um conhecimento maior sobre o trabalho pela equipe de Defensoria. “Com esse prêmio, buscamos uma maior aproximação dos assistidos e de toda a sociedade da população, bem como que todos conheçam de perto as ações, os obstáculos, e o dia-a-dia do trabalho dos Defensores Públicos”.

Participaram da reunião o defensor público-geral Eduardo Abraão, o subdefensor público-geral Matheus Cavalcanti Munhoz, o defensor público Rodolpho Mussel, a coordenadora do Núcleo Itinerante das Questões Fundiárias e Urbanísticas (NUFURB), Olenka Lins, a coordenadora do Núcleo da Cidadania e Direitos Humanos (NUCIDH), Cinthia Santos, a presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Paraná (ADEPAR), Lívia Brodbeck, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Radiodifusão, Lucas Bauermann, a assesora de imprensa da ADEPAR, Helem Barros, o coordenador de comunicação da Defensoria Pública, Alexandre Valente e a jornalista Carolina Prestes.

As inscrições podem ser feitas pelo site da ADEPAR e estão abertas até às 23h59 do dia 02 de novembro.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.